image1 image1 image1 image1 image1 image1
Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter

opus1A outra garrafa, bebida na noite em que tomei o Vega-Sicilia Único 1970, foi o grande vinho norte-americano Opus One da safra 1996. Nessa safra as chuvas de primavera causaram uma diminuição da produção das vinhas, principalmente de Merlot e Malbec, e essa primavera fria foi seguida de um verão muito quente, produzindo um período curto e compacto de colheita. Isso tudo gerou uma safra minúscula, com muita estrutura.

A Opus One foi a primeira vinícola de butique do Napa Valley, sendo uma parceria entre Robert Mondavi, originário de uma família de imigrantes italianos, e Philippe de Rothschild, proprietário do Château Mouton Rothschild. Em 1984 as primeiras safras, 1979 e 1980, foram lançadas simultaneamente e em 2004, Mondavi, com problemas financeiros, vendeu sua parte ao grupo Constellation. Hoje a vinícola pertence a esse grupo e a Philippine de Rothschild, herdeira de Philippe.                                                                                                                                    opus4

O vinho em questão era um vinho muito estruturado, com bastante fruta, em uma cor ainda púrpura. Aromas de menta, violeta, tabaco e caramelo são sentidos, e na boca é encorpado e longo. Mesmo aos 14 anos de idade esse vinho feito de 86% C.sauvignon, 8% C.Franc, 3% Merlot e 3% Malbec ainda tem muito tempo pela frente. Ter provado esse vinho foi outro desejo saciado. Sempre tive vontade de tomá-lo, mas vinhos norte-americanos desse nível, além de serem caros, não são facilmente encontrados por aqui. Principalmente em safras antigas como essa.

 

2017  Decantando a Vida  globbers joomla templates