image1 image1 image1 image1 image1 image1
Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter

No último Sabadão (25/04/15), reuniu-se a confraria Amicus Vinum para uma degustação sem precedentes na Capital: harmonizar Vinho e Feijoada !!
Vinhos Feijo1Vinhos Feijo2Confesso que - como bom apreciador e estudioso da gastronomia brasileira - não sou muito fã desta combinação, apesar de amar vinho e adorar nossa Feijuka [risos], que by me, afina-se esplendidamente com uma verdadeira caipirinha. Mas vamos lá contar esta história a vocês. Os vinhos foram escolhidos de acordo com recomendação de amigos sommeliers, degustações de críticos de vinho reconhecidos, amigos da gastronomia e demais fontes enófilas na Internet. Participaram desta inesquecível degustação: Antonio Coêlho / Renzo / Maia / Mário / Marcelo / Neto / Bodani / Márcia / Emmily / Keyla / Cris / Heloísa / Marina. A iguaria foi preparada por este Chef que vos fala, com base na receita tradicional carioca que é registrada como Patrimônio Imaterial do povo Brasileiro.
FeijoTaas
Esta é a mais abrangente lista de vinhos que presenciei em Brasília, numa harmonização com nossa iguaria-Mor. Uma seleção de seis rótulos pra lá de especial e heterogênea, agradando qualquer paladar, abrangendo toda gama de texturas inseridas numa feijoada completa: feijão, carnes salgadas, arroz, farofa, laranja e couve. Ou seja, amido, amilose, gorduras saturadas, proteínas, herbáceos, cítricos, amargor, etc. Antes, porém, de iniciarmos as avaliações, devemos deixar claro que independente da harmonização, todos os vinhos, sem exceção são vinhos de altíssima qualidade e ótimas avaliações enológicas no Brasil e exterior.

Vamos às minhas impressões desta controversa combinação, com as Notas degustativas (1-Mín. a 5-Máx):
- Lambrusco Grasparossa Tinto Seco: este frisante deixou a feijoada livre pra mostrar suas qualidades organolépticas. O vinho funciona (a grosso modo) como um caldo de pimenta, causando borburinho bem dosado na boca, sem exageros mas com austeridade. Harmonia e equilíbrio é esta combinação. (#4/5).
- Estrelas do Brasil Esp.Brut Negro: pelo seu caráter frisante e não espumante como muitos devem imaginar, este vinho trouxe para mim o verdadeiro terroir brasil da combinação vinho X comida (feijoada). Muito parecido com o lambrusco, mas com mais personalidade na prova de boca. (#4/5).
- Luis Pato Rosado Brut: enorme surpresa nesta prova. Saiu-se muito bem com nossa iguaria. Um rosado de Baga, uva autóctone da bairrada portuguesa e que produz um excelente espumante. Combinou com o feijão, as carnes e até o arroz. Nos demais insumos passou despercebido, ou seja, vai bem com a "feijuka". (#3/5)
- Geisse Blanc Noir Brut: o único espumante branco da seleção foi razoavelmente bem, deixando a desejar no quesito acidez. Os cítricos e herbáceos do prato ficaram de fora, legal. Ou seja, ele valeu para metade, pois a outra em nada combinou. (#2/5)
-
 Chandon Excellence Brut Rosé: da mesma forma que o vinho anterior, este espumante saiu melhor com o feijão, carnes e arroz. Apesar de apoiar bem os demais: farofa, couve e a laranja, contrariamente ao Geisse. (#2/5). 
- Feijoada &Co Tinto 2008: único tinto "tranquilo" da amostra. Infelizmente, apesar das expectativas altas sobre este vinho, não fluiu nada bem com o prato ao qual foi produzido. Fiz três testes e somente em um ele combinou: feijão e farofa misturados - aquela "massa" que fazemos de feijão e farinha. Nas demais misturas ele deixou muito a desejar: arroz e feijão; arroz e couve. (#2/5).

Todas as harmonizações acima foram do tipo "contraste", à exceção do Geisse - que harmonizou por "semelhança" - pois apresentou bastante untuosidade de ataque, ajustando-se à gordura das carnes, mas que sucumbiu em seguida não agradando ao paladar de final de boca.
Tabela Vinhos Feijo

O Vinho perfeito para feijoada (um sonho alcançável!):
Frisante tinto ou rosé, com corpo médio, pouco tânico,
leve herbáceo e acidez marcante.

Qualquer semelhança com a caipirinha é mera coincidência, Héhéhé!!  :-)
Parece que um Lambrusco de alta estirpe - a exemplo do provado neste almoço - abrange bastante estes quesitos. Ou quiçá, o Estrelas do Brasil Nature Negro,
eleito um dos melhores, para três dos confrades participantes desta incrível degustação.

Abs, Antonio Coêlho.

"Para a companhia: amigos a gosto, samba e futebol"
(contra-rótulo do vinho Feijoada &Co)

2017  Decantando a Vida  globbers joomla templates