image1 image1 image1 image1 image1 image1
Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter

Caríssimos leitores, para o deleite de vocês apresentamos a segunda parte do relato sobre os vinhos do Canadá. O destaque vai para a vinícola em formato de pirâmide. Boa leitura!

Os vinhos da Colúmbia Britânica (Canadá) - Vale do Okanagan

Prof.Dr. Joel Camargo Rubim
(Doutor em Química e Enófilo)

Segundo o WineAlign, das vinte e cinco vinícolas do Canadá mais premiadas em 2016, treze estão no vale do Okanagan (clique Aqui). A cidade central da região, Kelowna, situada às margens do lago Okanagan, fica a cerca de 390 Km de Vancouver. A estrada de Vancouver até Kelowna é muito tranquila e bem pavimentada, mas existe a opção de voos desde Victoria, ou Vancouver, até Kelowna. Em função das circunstâncias, os dois dias inteiros de estadia em Kelowna me permitiram visitar apenas quatro vinícolas: The Hatch Winery, Volcanic Hills Estate Winery, Rollingdale Winery e Summerhill-Pyramid Winery (FOTO). Certamente, é uma região para se ficar pelo menos um mês, aproveitando seus lagos, paisagens e bons vinhos. A seguir comentarei apenas sobre os vinhos das vinícolas visitadas que mais me impressionaram.

 Canada 2BCanada 2D

A The Hatch está na nona posição entre as 25 melhores vinícolas do Canadá e na quinta posição entre as melhores da Colúmbia Britânica (BC). Desta vinícola destaco o Screaming Frenzy Pinot Noir 2014 (FOTO) e o Screaming Frenzy Meritage 2014 (Cabernet Franc e Merlot), medalha de prata com 90 pontos merecidos. Detalhe, quando degustei esses vinhos (julho/2016), eu não sabia da premiação da vinícola. O Pinot Noir premiado, The Hatch 2014 Prima Volta, 90 pontos, ainda precisa de mais alguns anos de garrafa pra ficar bom.

Canada 2ANCanada 2Cenhum vinho dos que degustei na Volcanic Hills merece destaque. Já na Rollingdale, a experiência foi excepcional.  Os Ice Wines da vinícola são espetaculares e caros, mas o que me surpreendeu foi o vinho de sobremesa deles, o Fort 2013, um vinho fortificado (tipo Porto) com 21,5% de teor alcoólico, feito a partir da uva Maréchal Foch. Outro vinho muito bom da Rollingdale é o Pinot Blanc 2015, muito bem equilibrado, um vinho refrescante que se pode degustar num dia de calor, com ou sem acompanhamento. Interessante destacar que essas três vinícolas ficam bem próximas umas das outras, ou seja, o terroir é muito semelhante. 

A Summerhill Pyramid é uma vinícola que vale a pena visitar, não só pela degustação de vinhos, mas pelo misticismo que cerca a vinícola, além de uma vista privilegiada do Lago Okanagan. Durante o wine tour você vai entrar numa adega em forma de pirâmide, onde os vinhos e espumantes repousam por pelo menos 12 meses antes de irem para o mercado. Minha experiência com os tintos dessa vinícola não foi boa, mas os brancos e espumantes são muito bons. Além do Riesling, os vinhos que mais gostei foram o branco Ehrenfelser 2014 (FOTO - a uva Eherenfelser é um cruzamento de Riesling com Silvaner) e o espumante Brut Cipes Ariel 1998, feito pelo método tradicional com uvas Pinot Noir e Chardonnay. Recomendo que a visita seja feita no final do dia, para apreciar o por do sol sobre o lago e um delicioso jantar no restaurante da vinícola. As quatro vinícolas demonstram preocupações ambientais em suas práticas, mas apenas a Rollingdale possui certificação orgânica e a Summerhill-Pyramid tem produção biodinâmica. Em todas as vinícolas, as degustações variam de 5 a 10 dólares canadenses e ficam de graça se levar uma garrafa de vinho.

Ao longo de minha estadia no Canadá pude degustar outros vinhos de BC. Do vale de Okanagan, os vinhos que me agradaram foram o Riesling reserva da Mission Hill, o unoaked Chardonnay da Bartier Bros., o Dead of Night 2014 da Moon Curser Vineyards, que é um blend de Syrah e Tannat. Degustei muitos Pinot Noir canadenses nesse período, mas um deles me impressionou muito, o Pinot Noir 2012 da Stoneboat Vineyards, também do vale de Okanagan. Finalmente, o branco canadense que mais me marcou foi o Unoaked Chardonnay Stahltank Family Reserve da Crowsnest Vineyards. Essa vinícola fica no vale de Similkameen, bem próximo ao Okanagan. Enfim, posso dizer que é uma experiência inesquecível apreciar as paisagens exuberantes da Colúmbia Britânica e degustar dos seus melhores vinhos.

2017  Decantando a Vida  globbers joomla templates